sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

Dia Internacional da Calotes Polares





13 de Dezembro

Grandes Mantos de gelo que cobrem a Groenlândia e a Antártida contêm a maior parte da água doce do mundo.
A queda anual de neve, compactada e comprimida, forma os mantos de gelo, que podem atingir a espessura de 3 quilómetros.
Os mantos de gelo podem mesmo cobrir cadeias de montanhas; em outros locais, apenas os topos das montanhas emergem da sua superfície.
Os mantos de gelo fluem vagarosamente, dos planaltos para os vales e, finalmente, para o oceano.
Os mantos de gelo podem-se estender sobre o oceano como plataformas de gelo. Uma vez que um manto de gelo atinge o oceano, ele parte-se em icebergs e derrete.


A calote glaciar da Gronelândia está a derreter três vezes mais rápido do que há cinco anos atrás.
As evidências encontradas devido ao aumento do aquecimento global indicam que o dserretimentodas calotes polares está a provocar a subida do nível médio das águas do mar. Estudos recentes apontam para uma diminuição de gelo de cerca de 200Km cúbicos por ano, o que se reflecte numa subida de 0,5 mm por ano no nível médio das águas do mar.
Perdas e Ganhos
O nível médio global das águas do mar tem vindo a subir uma média de 2,8 mm por ano, na última década. Se todo o gelo da Gronelândia derretesse para o Oceano Atlântico Norte, então o nível global das águas subiria cerca de 6,5 m!!
Os cientistas querem urgentemente descobrir se a Gronelândia está a perder mais gelo devido ao derretimento das calotes e descarga dos glaciares se a ganhar devido à queda de neve.



Mas, aparentemente a resposta está no desaparecimento da calote polar!Que tem acelerado nos últimos anos... e continuará no futuro devido à constante emissão de gases de efeito de estufa.


Sem comentários: